14 de outubro de 2013

Audiência Pública aos olhos de sua propositora: Kátia Sena

Considero a Audiência Pública sobre Segurança um passo importante em busca da instauração da Paz em nossa Cidade.

Nas últimas semanas me esforcei muito para que a Audiência acontecesse e que a partir dela, melhorias fossem sentidas em nossa Cidade, mas quero lembrar a todos que Audiência Pública não é veneno forte, que faz efeito na hora, mas é uma luta, uma construção, uma união de forças em busca do bem comum.
O fato é que além das autoridades convidadas, tive a iniciativa de trazer Jadson Rolim (soldado e vereador em Mossoró) que contribuiu muito com a audiência trazendo a experiência de um projeto piloto, que em uma determinada localidade de sua cidade reduziu 70% da criminalidade, digo isso, porque se eu trouxe o nobre colega é porque quero lutar para trazer esse projeto para Macaíba.

Alguns compromissos foram assumidos, dos quais destaco:
Aumento do efetivo;
Empenho do novo delegado, no trabalho árduo em busca da diminuição da criminalidade;
O secretário estadual de segurança esteve em Macaíba, viu as necessidades e se comprometeu a adquirir equipamentos, para que a polícia possa trabalhar;
Aumento da frota, inclusive com a chegada de uma caminhonete Ranger;
Implantação em Macaíba do Programa Brasil mais Seguro, que prevê entre outras coisas, uma Força Nacional de Segurança.

Vamos continuar discutindo a questão da segurança: As pessoas que não conseguiram falar na audiência e quiserem falar, quero lembrar que meu gabinete está aberto seja para ouvir criticas, sugestões e principalmente para quem quiser ajudar a instaurar a Paz em nossa cidade.
Vamos aguardar os próximos 30 dias, para rever com a Governadora e com o Secretário de Segurança do Estado às melhorias, e caso elas não venham, vamos continuar unidos lutando em busca de Paz.
Vamos discutir de forma mais aprofundada políticas publicas, inclusive a última jovem a falar, Kariane, sugeriu um Fórum de discussões, podemos fazer isso e juntos podemos mais.

Aos que dizem que sou demagoga só tenho uma resposta: Não me acomodo diante dos problemas, grito em busca de melhorias, mesmo porque a solução não está em minhas mãos, não me calo e sempre peço ajuda e orientação à Deus, e quando posso fazer algo, não espero por ninguém vou e faço. Bem, se tudo isso é ser demagoga então sou sim e serei sempre. Como tenho dito: não mudarei minha postura e conduta por nada, nem por criticas ou por estar incomodando, até porque essência não se muda.

Muito Obrigada a todos, que mesmo sem acreditar se fizeram presente a audiência, pois sem a população, o que já é difícil fica impossível.
Kátia Sena