8 de janeiro de 2014

Macaíba não consegue executar uma Política de Saúde Preventiva de Forma Integral

Diante do acelerado processo de urbanização, os problemas que atingem a saúde das famílias no mundo moderno são os mais variados, hipertensão, problemas cardiovasculares, sedentarismo, diabetes, entre outras doenças como conseqüência da vida, pautada na rapidez e nas exigências da sociedade da produção e do consumo. Contudo, as pesquisas demonstram que a população de todo o país tem uma expectativa de vida maior, algo que exige dos governos, mais atenção para essa significativa parte da sociedade. 

A população de idosos tem cada vez se elevada. Portanto, é necessário pensar a ações que atendam essa categoria social, que visem prevenir doenças e assegurar maior qualidade de vida para que os cidadãos possam envelhecer de forma digna e saudável. Pensando nisso, recentemente, o Governo Federal aprovou Portaria nº 719 de 7 de abril de 2011, que permitiu a Instituição do Programa de Academias da saúde no âmbito do SUS. Este programa tem como objetivo contribuir para promoção da saúde da população a partir da implantação de pólos com infraestrutura, equipamentos e quadro de pessoal qualificado para a orientação de práticas corporais e atividade física e de lazer e modos de vida saudável. 

As atividades devem ser desenvolvidas por profissionais de saúde da atenção primária em saúde, especialmente dos Núcleos de Saúde da Família (NASF), podendo ser agregados profissionais de outras áreas do setor público. A cidade de Macaíba de dispõe de vários pólos dessa academias, instaladas nas praças, distribuída pelos bairros da cidade. A equipe do site Cidadão Macaibense realizou visitas em alguns, Praça da Saudade, Rua Castelo Branco e Praça da Prefeitura. Na ocasião, foi constatado que não havia orientação de um técnico da Secretaria de Saúde municipal, ou seja, o Programa não funciona e a integralidade com a atenção básica de saúde não existe. 

Os equipamentos foram instalados e esquecidos nas praças, sem qualquer ação que visem atender o público do programa. Alguns estão virando entulhos urbanos porque não existe manutenção, tampouco cumpre com sua função social. O programa academia da saúde precisa ser levado a serio, o município precisa garantir a integralidade do programa e a prefeitura deve se responsabilizar pela execução desse importante programa de prevenção a doenças e instrumento de qualidade de vida para o povo. Ainda que vivamos numa cidade de baixo auto estima, conseqüências dos indicies de violência e insegurança que passa a cidade.

Jair Macêdo
Colunista do blog Cidadão Macaibense