4 de abril de 2014

Audiência Pública para debater o Sistema Municipal de Cultura (SMC)

Em audiência nesta quinta (03), tivemos a presença do Secretario de Cultura José Roberto, PT-Partido dos Trabalhadores, Produtores, Artistas e alguns representantes da cultura macaibense para cobrar urgência na aprovação do SMC por parte do legislativo e uma maior participação popular.

VEJAS MAIS FOTOS:  Fam page facebook

José Roberto de Medeiros (Secretário de Cultura): Informou que o primeiro passo já foi dado, a adesão do município ao Plano Nacional de Cultura, com isso a secretaria já está dando encaminhamentos a outras demandas para criar o Conselho Municipal de Cultura, mas não demonstrou abertura para que os representantes da cultural local participassem opinando e sobre quais áreas devem ser incluídas.

Debate Popular
Profº João Marques (PT de Macaíba): Em nome do Partido dos Trabalhadores, o Profº João Marques lembrou que o PT ao apresentar o SMC, por meio dos vereadores Luizinho e Emídio, á câmara dos vereadores, não tem interesse em atingir o Prefeito Fernando Cunha, muito pelo contrário, deseja que a gestão possa mobilizar os fazedores de cultura da cidade para o debate, ampliando a área atingida pelo SMC, com isso a cultura da cidade sai ganhando.

Nerivaldo Monteiro: Reforçou novamente o desrespeito com a classe carnavalesca, por parte da prefeitura e secretaria de cultura, os carnavalescos sofrem para carregar o nome da cidade. Nerivaldo lembrou que os vereadores também devem ajudar os artistas e grupos culturais da cidade.

Jair Macêdo: O sociólogo membro do PT na cidade ressaltou a importância que o SMC tem para os artistas e grupos de cultura e que para concretizar esse desejo dos fazedores de cultura e de grande urgência a criação/aprovação do Fundo Municipal de Cultura.

Profº Francisco Sales (Costinha): Pediu em sua fala para que os vereadores se sensibilizassem ao abordar o SMC, pois e vergonhoso para a cidade não ter essa política cultural, e vergonhoso também para os produtores e artistas que desejam realizar algo na cidade saiam por ai mendigando patrocínio as lojas e comércios.

Ana Cleide (Comunidade Quilombola/Capoeiras): “O debate em relação ao SMC chegou muito tarde” com essa frase Cleide começou sua fala, a mesma comunicou aos presentes que os grupos culturais da cidade e em especial os de sua comunidade, passaram por muitas dificuldades sem apoio da prefeitura, “O município precisa dar mais valor a comunidade de Capoeiras no tocante a cultura, representamos a cidade em vários lugares mas não temos apoio do poder público.

Anderson Tavares (Instituto Pró-Memória de Macaíba), Jefferson Lázaro (Juventude), Xandy Silva (Grupo Filhos da Arte) e André Arruda (membro da Secretaria de Cultura) estiveram presentes na audiência para debater o SMC.

Da Redação