10 de junho de 2014

Estudantes moradores do Conjunto Manoel Dias sofrem com a falta de um abrigo no ponto de ônibus

"Abrigo" dos estudantes
Descaso da prefeitura com o surgimento de novos conjuntos habitacionais, a partir de políticas do Governo Federal como é caso do Programa Minha Casa Minha Vida que contempla significativamente o município de Macaíba. Por outro lado, surgem também novas demandas sociais, tendo em vista a localização, além de se tratar de um novo assentamento urbano o município precisa ter um planejamento para essa questão.

Um dos problemas mais comum é a falta de atenção por parte da prefeitura em relação a mobilidade urbana e as condições que ficam os usuários de transporte coletivo em nossa cidade. Por essa razão, moradores e estudantes do conjunto habitacional Manoel Dias pedem uma solução.

O objetivo da comunidade foi mostrar o descaso com moradores e estudantes que necessitam de um abrigo no ponto de ônibus para se protegerem do sol e da chuva. Como é possível observar nas imagens, as crianças e estudantes da rede municipal de ensino que precisam se deslocar para poder estudar, ficam expostos ao sol, sem nenhuma proteção, tendo que amargar um longo tempo até a chegada do ônibus. Este fato pode incidir sobre a saúde e o rendimento escolar dos estudantes.

De acordo com Carlos André, presidente da Associação do conjunto habitacional, o problema não é de agora, em 11/03/2013, através da instituição entrou com uma solicitação na Prefeitura buscando resolver o problema, mas até agora não teve resposta da Secretaria de infraestrutura do município.

A reivindicação dos moradores conjunto Manoel Dias completou um ano e dois meses sem a devida resposta. Ou seja, a prefeitura municipal até agora não respondeu o pedido da comunidade. As famílias dos estudantes que precisam se deslocar para o centro e outros bairros da cidade, já que não existe unidade escolar no local, pedem respeito e agilidade na construção de um abrigo para ponto de ônibus, conforme oficio enviado a Secretaria de Infraestrutura. Chega de tanto descaso, demora e enganação.

Por Robson Lima