31 de julho de 2014

Israel bombardeia escola da ONU e mata crianças que dormiam no local

"Nada é mais vergonhoso que atacar crianças dormindo" Assim reagiu o secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, ao saber que o genocida Benjamin Netanyahu bombardeou mais uma escola das Nações Unidas que abrigava refugiados, assassinado mais 16 palestinos; "Foi um ataque condenável. É injustificável. E exige responsabilização e justiça", acrescentou; de acordo com o chefe da ONU, a localização da escola foi comunicada por 17 vezes a militares israelenses, inclusive na noite de terça-feira (29), horas antes do ataque; o chefe da agência, Pierre Krähenbühl, disse que o ataque ao abrigo foi "uma afronta" e motivo "de vergonha universal".

A escola é gerenciada pela Agência das Nações Unidas para Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA, na sigla em inglês). Em menos de um mês, o monstro Netanyahu já assassinou 1,5 mil pessoas; quem será capaz de deter o criminoso de guerra?


ATENÇÃO: 
CENAS FORTES COM SANGUE, FERIMENTOS E CADÁVERES: CLICK AQUI