8 de agosto de 2014

MORADORA DA VILA SÃO JOSÉ RECLAMA DO MAU ATENDIMENTO NA SAÚDE PÚBLICA

Por Milena B.
Olá, Gostaria desabafar e trazer um pouco mais de conhecimento a população macaibense de como se encontra a nossa saúde pública diante deste “Novo tempo”, não sei o que mudou na cidade ou ao menos na saúde pública que era o foco da nova gestão, mais aos olhos do administrador e de seus seguidores muita coisa mudou desde o início de 2013, mais na realidade para a população macaibense só piorou.

É interessante pensar, que segundo eles temos o melhor modelo de saúde em relação às cidades vizinhas, mais que modelo é esse? Se necessitamos de uma consulta, é uma dificuldade tremenda para marcar? Que modelo é esse? Que tentaram acabar com as filas na central de marcação, passando para os postos de bairro na finalidade de receberem os encaminhamentos, marcarem as consultas e devolverem para a população a mesma devidamente marcada, se isso não acontece? O que acontece agora com essas marcações de consultas nos postos, é que o agente de saúde, que é responsável, por essa função (pelo menos até meu ver), recebe os encaminhamentos, se responsabiliza de da o retorno quando a consulta estiver devidamente marcada, e no entanto passa 3 a 4 meses com esse encaminhamento lá, sem da nenhum retorno, e quando você vai ate lá saber se a consulta foi marcada, se não foi, se foi, pra quando ou por que não foi? Qual a resposta que recebemos? Há sua consulta tinha sido marcada, estava marcada para uma semana atrás, a senhora não veio procurar! Então mais uma vez, ficamos a espera novamente de 3 a 4 meses para que a consulta seja remarcada.

Um caso como esse aconteceu com minha mãe essa semana, uma senhora de seus 48 anos, hipertensa, com problemas de Fibromialgia muscular, aqui no posto da vila são José, ela espera pela marcação de uma consulta com Reumatologista a quase 3 meses, e quando ela chegou lá disseram que o dia da consulta já havia passado, e nisso minha mãe argumentou, mais não ligaram lá pra casa avisando que a consulta tinha sido marcada, sabe o que as agentes de saúde responderam para minha mãe? “Há mulher nem sempre agente pode ligar não, agente liga de nossos bônus e os bônus eu deixo pra ligar pra minha família, agente também tem família, e outra, vocês que tem que vir aqui procura pelas consultas e não agente ta indo atrás da senhora, eu mesmo não vou ta andando na casa de ninguém entregando consulta, se for no caminho de minha casa ainda faço o “FAVOR” de entregar, senão a consulta mofa ai eu não vou atrás de ninguém”. Imagine só como minha mãe ficou? Chegou em casa arrasada, com a pressão altíssima com tudo que tinha escutado, e ainda por cima se recusaram a ficar com o papel para fazer a remarcação, usaram uma desculpa tosca lá e pronto, ficou por isso mesmo.

Então eu pergunto cadê os administradores dessa cidade que não vê a qualidade dos profissionais que estão colocando para trabalhar, profissionais  que estão acabando com a própria imagem do gestor, pois com sua desqualificação estão deixando a população revoltada, e sabemos que a raiva de uma população é descontada nas urnas. E outra, na página do ministério da saúde uma das atribuições ao cargo de agente comunitário, é sim andar porta a porta da comunidade coberta pelo posto de saúde que se trabalha. Então peço aqui encarecidamente ao Prefeito de Macaíba e a secretária de saúde que reveja quem estão contratando, se essa pessoa tem realmente capacidade para assumir o cargo que lhe é atribuído, e faça uma capacitação para estes profissionais de saúde que já estão, para que eles possam trabalhar com um pouco mais de competência e tratarem bem o povo.

O povo que bota (vota) é o mesmo povo que tira. Fica a dica Prefeito!