2 de setembro de 2014

Silas Malafaia comemora twitaço contra o movimento LGBT

A candidata à presidência Marina Silva retirou do programa de governo propostas importantes para o movimento LGBT, após pressão do pastor nas redes sociais

O pastor Silas Malafaia, da igreja Assembleia de Deus, tem comemorado as mudanças no plano de governo da candidata à presidência pelo PSB, Marina Silva. Divulgado na última sexta-feira, o documento foi reescrito após tuítes do pastor exigirem um posicionamento dela sobre o que chamou de “lixo moral para favorecer a causa gay”.

Em pouco tempo, a candidata excluiu as propostas de apoio ao casamento igualitário e à criminalização da homofobia. “O ativismo gay está irado com Marina! Começo a ficar satisfeito! Valeu a pressão de todos. Não estamos aqui pra engolir agenda gay”, celebrou Malafaia nas redes sociais. “Se não tivesse o twitaço sexta e sábado, o ativismo gay estaria rindo da nossa cara hj. Mudaram parte do pgm de Marina. Estão revoltados!”, prosseguiu.

Em nota, a equipe do PSB alegou “falha processual na editoração do texto” e Marina afirmou, em visita ao Rio de Janeiro, que houve um engano, pois o texto apresentado no programa não havia passado por uma mediação mais criteriosa da campanha.

O deputado federal Jean Wyllys (PSOL/RJ), se mostrou decepcionado com a postura da presidenciável. “Bastaram quatro tuítes do pastor Malafaia para que, em apenas 24 horas, a candidata se esquecesse dos compromissos de ontem, anunciados em um ato público transmitido por televisão, e desmentisse seu próprio programa de governo, impresso em cores e divulgado pelas redes”, escreveu o parlamentar.

Fonte: Portal Fórum