17 de novembro de 2014

Cabeleleiro é apedrejado até a morte em Natal

Foto: Daniel Morais/190RN
G1RN: Um cabeleireiro de 39 anos foi encontrado morto neste domingo (16), com marcas de pedradas por todo o corpo, dentro da casa onde morava no bairro de Nossa Senhora da Apresentação, na Zona Norte de Natal. Segundo a Polícia Civil, José Wilson Inácio Alves era homossexual e vestia apenas roupas íntimas.

De acordo com o delegado Robson Coelho, da Delegacia Especializada de Homicídios (Dehom), o crime aconteceu no loteamento Aliança. "Uma tia da vítima relatou que viu ele e um outro rapaz entrando na casa por volta das 10h30. Depois, testemunhas relataram ter visto esse rapaz sair sozinho por volta das 13h30", disse. "No início da noite, um amigo da vítima foi até a casa e arrombou a porta. Ele encontrou o corpo na sala, onde havia várias marcas de sangue pela casa", completou.

Dentro da residência, onde também funcionava um salão de beleza, foram encontrados pedaços de concreto com manchas de sangue. "Pelas lesões no corpo, não há indícios de que tenha sido por arma branca ou arma de fogo. Houve luta corporal antes do cabeleireiro ser morto, pois encontramos pedaços de concreto no quarto e na sala, além de manchas de sangue espalhadas pela casa", contou o delegado.

Moradores da região chegaram a especular que José Wilson foi morto em um ritual de magia negra, mas a suspeita foi descartada pelo delegado. "Ele também era pai de santo, e em um dos cômodos da casa encontramos apetrechos que eram usados pela vítima em rituais. Mas o crime não tem nada a ver com magia negra", afirmou Robson.

A polícia agora trabalha para identificar o suspeito. "A família disse que ele era muito reservado quanto aos relaciomentos amorosos. Pode ter sido um namorado, ou apenas uma relação casual, mas isso só poderemos afirmar com o curso das investigações", finalizou o delegado.

O corpo de José Wilson foi levado para a sede do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep), no bairro da Ribeira, em Natal.