5 de novembro de 2014

Líder Guarani-Kaiowá foi assassinada com mais de 30 golpes de faca

Foto via Dourados News
Líder Guarani-Kaiowá foi encontrada morta por volta das 7:00 horas do último sábado (01/11), às margens da rodovia BR-163, na altura do KM 261. Marinalva Manuel, 28 anos, foi assassinada  com facadas no peito,  barriga e  pescoço. Ela tem indícios de ter sofrido violência sexual e seu corpo foi encontrado despido.

A liderança integrou a comitiva com cerca de 40 líderes que esteve recentemente em Brasília em defesa dos direitos territoriais. Marinalva morava na aldeia Nheporâ e foi encontrada por agentes da Polícia Rodoviária Federal acionados por populares. O corpo da liderança está no IML de Dourados para ser necropsiado. Até o momento não se sabe sobre quem cometeu o bárbaro assassinato.