26 de fevereiro de 2015

Agricultores Familiares, Órgãos de Assistência Técnica, Representantes do Sindicato e Conselhos Municipais se reúnem e criam o Grupo de Trabalho para sensibilização e discussão sobre o Serviço de Inspeção Municipal – SIM

Grupo de Trabalho em prol do SIM
Aconteceu hoje, quinta-feira (26), as 9h no Sindicato dos Trabalhadores Rurais, a  primeira reunião com  a participação de Agricultores Familiares, órgão de Assistência Técnica, representantes do Sindicato dos Trabalhadores e representantes de Conselhos Municipais se reúnem e criam o  Grupo de Trabalho para  sensibilização sobre com objetivo de dialogar com as instituições envolvidas na implementação do Serviço de Inspeção Municipal – SIM.

De acordo com os participantes, a iniciativa é dialogar com setores organizados para que o município implemente as condições necessárias para inspeção, regulamentação e estruturação no que se refere a comercialização dos produtos de origem animal, advindo da agricultura familiar do município.

Vale destacar que em que em 2006, A Presidente Dilma Rousseff sancionou o decreto que regulamenta  o SUASA – Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária. Este sistema tem como objetivo garantir a saúde dos animais e a sanidade dos vegetais, a idoneidade dos insumos e dos serviços e a identidade, qualidade e segurança higiênico-sanitária e tecnológica dos produtos finais destinados ao consumo.

O novo sistema de inspeção, organizado de forma unificada, descentralizada e integrada entre a União (através do Mapa), que coordena o sistema, como Instância Central e Superior, os estados e Distrito Federal, como Instância Intermediária e os municípios, como Instância Local, através de adesão voluntária.

Por tanto, a reunião do grupo de trabalho ocorrida hoje, foi para debater os caminhos para o fortalecimento da agricultura familiar, já que sem este serviço os agricultores não podem vender seus produtos e alguns produtos no âmbito do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

Além disso, o SIM fortalecerá o controle de higiene e qualidade dos alimentos produzidos e comercializados na  cidade. O grupo de trabalho tirou uma agenda para dialogar com setores envolvidos para buscar desenvolver condições e estrutura que favoreçam a comercialização a produção da Agricultura familiar macaibense.

Por fim além de criar o SIM, as Prefeituras devem promover sua regulamentação, com a edição das normas necessárias para detalhar a operação, o formato do sistema de informações e registros a ser utilizados. O serviço de inspeção deve ter a estrutura de laboratórios e recursos humanos necessária, com a devida capacitação dos seus integrantes.

Da redação
Cidadão Macaibense