4 de novembro de 2015

Gestão Fernando Cunha tenta inovar com a Secretaria de Assuntos do Facebook, mas o governo vive a passos de Tartarugas

Imagem Ilustrativa [Link]
Por Miguel Barbosa

Às vezes fico pensando, existem casos da política que é resultado apenas da arte genuína do governante do nosso município. Quer um exemplo?. Calma pessoal! Depois eu respondo. Gostaria antes de lembrar que, entre tantos ditados populares usados na política, o que mais se aplica a atual gestão Fernando Cunha é a seguinte: Tartaruga não sobe em árvore, aquele jeitão de bicho pré-histórico, pesado, não permite que ela consiga subir em árvore!. Se um dia você encontrar uma tartaruga em cima da copa de uma árvore, saiba que alguém a colocou, pode ter sido uma travessura, uma malvadeza, uma pegadinha, ou algum teste de proselitismo.

Depois dessa comparação, acredito que responde a pergunta. O prefeito colocou nos galhos mais altos de seu governo algumas tartarugas, desengonçadas, ganham altos salários para os padrões macaibense e vivem passeando com carrões, smartphones e outros privilégios. São pessoas dissimuladas capazes de responder com um sorriso quando são acusados de alguma maldade.

Além de não exercerem a função a qual a sua pasta exige, mudaram o sentido das Secretarias municipal. As notáveis tartarugas, secretarias e assessoras vivem em cima da árvore governamental parasitando o alimento que a população paga, Além disso, fazem e suprem suas necessidades fisiológicas, sem se preocupar com nada. Há!!! Antes que eu esqueça. Para que serve as tartarugas das secretarias?. Elas teriam que fazer algo que justificasse sua indicação. Eles são os “famosos” Secretários de Assuntos do Facebook. São funcionários que não cumprem com papel, mas vivem de fofoca, espalhando boatos, fazendo acusações públicas a quem discorde do governo.

Não é possível contar, quantas tartarugas existem, apenas sabemos que são muitas, conhecemos algumas, aquelas que menos fazem, são as que mais comem, também são as que mais fazem e falam asneiras nas redes sociais. Elas são porta vozes do esgoto da prefeitura, aquilo que os figurões da politica pesam, mas não querem deixar transparecer. As tartarugas são a caixa de ressonância da gestão cunha.

Foi ideia do prefeito, criar as chamadas e conhecidas secretarias de asneiras no facebook e outras bobagem. Assim encontra uma função para estas criaturas avidas nas campanhas e,  mantem seus opositores ocupados nas redes sociais, enquanto solapam o município e tramam a nova investida para continuarem ocupando o palácio Auta de Souza em 2016.

Numa administração cheia de tartarugas, não tem progresso, mas elas são obedientes fazem o que seu chefe manda. Afinal, onde estariam se não fizesse? Esses secretários servem para todo tipo de prestação de serviço. Alguém precisa distrair a cúpula do governo local e brigar na rua com oposição para fazer jus a seus altos rendimentos. Assim, a passos de tartarugas caminha macaíba no destroço do novo tempo.