22 de fevereiro de 2016

Altair Morão comenta rompimento político do Dr. Olímpio Maciel com o prefeito de Macaíba

Altair Morão, 47, Policial Militar e Bacharel em Direito

O polícial militar e  Bacharel em Direito, Altair de Souza Mourão*, 27, comentou, por meio de seu perfil no Facebook, o rompimento político do vice-prefeito de Macaíba, Dr. Olímpio Maciel, com o o atual prefeito Fernando Cunha. Abaixo, confiram, na íntegra, o teor da publicação.

Altair Mourão 

É sabido e de conhecimento de todos os macaibense a indiferença e a forma deselegante com que o vice-prefeito tem sido tratado em seu mandato. O Dr. Olímpio Maciel não tinha poder de barganha nem de decisão em prol de seus projetos para Macaíba, nem em prol dos projetos de seus aliados.

Exemplos:

(1) Dr. Olímpio Maciel não tinha gabinete na prefeitura. Atendia seus correligionários no Instituto de Radiologia, em Natal.

(2) Quando eram inauguradas algumas obras em Macaíba, fosse na área urbana ou rural, não convidavam Dr. Olímpio Maciel; não queriam sua presença.

(3) Um determinado politico do alto escalão da política nacional veio à Macaíba e no momento da visita o prefeito não se encontrava na cidade. Na ocasião, Dr. Olímpio, cumprindo suas prerrogativas, fez as honras ao convidado. O cidadão, que se acha o Dono de Macaíba, o sr. Sergio Cunha, irmão do prefeito, ficou com ciúmes, porque o Dr. Olímpio fez as honras ao convidado, de forma elegante e competente. (Estes foram apenas alguns dos episódios do que aconteceu neste mandato.)

As atitudes inteligentes e a postura integra do Dr. Olímpio Maciel contribuíram para fortalecer a oposição. Nesse sentido, a sociedade macaibense busca efetivar um processo de vitória e de liberdade para o seu povo em 2016.

Até os dias atuais, a cidade de Macaíba, embora conte com vários profissionais competentes em todas as áreas e seguimentos, não tem conseguido dar oportunidade a seus conterrâneos, beneficiando sobremaneira forasteiros da cidade vizinha, Natal, em detrimentos dos macaibenses.

O filho do professor Palhares e fisioterapeuta, Naxson Palhares, é apenas uma das muitas vítimas da DITADURA do atual prefeito, Fernando Cunha. Em decorrência de perseguição politicamente motivada, Naxson construiu sua empresa em Parnamirim. Apesar de hoje, graças a seu desempenhado e competência, estar bem sucedido, tendo angariado vários clientes, trata-se de uma empresa que poderia estar beneficiando seus conterrâneos em Macaíba. Mas essa não parece ser preocupação do atual gestor.

Prezado dep. Ezequiel Ferreira, os votos que teve em Macaíba, pelo menos 90% deles, se deveu a competência e dedicação do seu sogro, Dr. Olímpio. Em função do trabalho que ele desenvolveu prol de Macaíba. Pergunta-se: Diante da situação de abandono e descaso que se encontra a cidade, Vossa excelência vai continuar apoiando o prefeito Fernando Cunha?

E a esposa de Sergio Cunha, a sra. Ederlinda Dias, que é funcionária efetiva da Secretaria de Saúde de Natal, vai continuar trabalhando na Assembléia Legislativa com sua anuência?

V.Ex.ª, deputado, vai aceitar o tratamento dispensado a seu sogro, aquele que onde chega diz que V.Ex.ª não é só um genro, mas um filho?

A sociedade de Macaíba está aguardando seu posicionamento para o pleito de 2016.

Com a palavra, o Deputado, presidente da Assembleia Legislativa do Estado, Ezequiel Ferreira.

Um cordial abraço!

*Um cidadão de Macaíba que sonha com JUSTIÇA e LIBERDADE em sua terra.

Via Senadinho Macaíba