27 de fevereiro de 2016

Na primeira Sessão Legislativa de 2016, Kátia Sena destaca: falta planejamento na educação municipal

Kátia Sena (PRP), vereadora e advogada 

A vereadora do Partido Republicano Progressista (PRP), Kátia Sena, publicou, em seu perfil no Facebook, um artigo intitulado "Resumo da Última Sessão", no qual ela relata a sua participação na primeira sessão de 2016 da Câmara Municipal de Macaíba. O artigo corrobora com as denúncias já feitas pela vereadora ao Ministério Público de Macaíba, sobre o caos na gestão da educação do nosso município. Dessa forma, como prometido pela Redação do Cidadão no último dia 25, de que qualquer pronunciamento dos vereadores da oposição seria publicado por este blog, temos o prazer de reproduzir, abaixo, o artigo da vereadora.

Resumo da primeira Sessão Legislativa de 2016 – Por Kátia Sena

Em meu pronunciamento na primeira sessão da Câmara de Vereadores deste ano, realizada na última terça-feira (23), destaquei que, ao invés do prefeito ter criado o "Programa Macaíba Verão", era para ter criado os programas "Macaíba Segura", "Macaíba Saúde" e "Macaíba Educação". Na verdade, a situação é tão crítica que precisamos mesmo é de um programa que se chame "SOS Macaíba". 

Em meio ao caos administrativo em várias escolas do município, decidi me aprofundar na questão da educação, por entender que, de fato, a educação é a base de tudo. Ora, temos uma Secretaria de Educação que é contra o professor ter um dia de planejamento e, pior, sequer sabe qual o significado da palavra "planejamento". 

A Educação de Macaíba pede socorro. O ano letivo de 2016 começou sem planejamento algum por parte da Secretaria de Educação do município. Em algumas escolas não há a menor estrutura para receber os alunos. Falta de tudo: professores, merenda escolar, bebedouros, áreas de recreação, banheiros infantis, mesas para os alunos lancharem, etc., ou seja, condições mínimas para o aprendizado dos alunos. 

Além disso, existem salas de educação infantil e salas com crianças portadoras de necessidades especiais que não tem um professor auxiliar. Creches que deveriam propiciar o aprendizado, mas que, na verdade, propiciam o stress nas crianças. Em algumas dessas creches,  há alunos trocando de escola após a primeira semana de aula. Há casos também de, por falta de material escolar em algumas creches, pedidos de material escolar estão sendo feitos aos pais dos alunos. Resumindo: falta dignidade para o professor e para o aluno. 

Ainda na sessão, fiz questão de ler um trecho da Mensagem Anual do Prefeito para o ano de 2016, na qual ele diz o seguinte:

Investir na Educação significa investir no futuro de nossa cidade (...), onde nos últimos três anos aplicamos, em média, um percentual de 32%, superando os 25% preconizados pela CF. 

Diante disso, eu concluo: De fato, vivemos uma crise, mas uma crise de esperança.

Políticos que mentem diante da realidade, tentando maquiar os olhos e o coração do povo, amargam a dor e o sofrimento, ambos frutos de suas escolhas também maquiadas. Que neste ano, as máscaras caiam e possamos acreditar, de verdade, que dias melhores virão, e que esses dias não sejam, apenas, letras de músicas bonitas. 

Assim sendo, após longo debate na primeira sessão deste ano, tenho o prazer de comunicar à população macaibense que, no próximo mês, dia 23 de março, às 9h, será realizada uma Audiência Pública para discutir os problemas relativos a educação do nosso município. A audiência será realizada na Câmara Municipal de Macaíba e já contamos com a presença confirmada da Promotora de Justiça da comarca de Macaíba, Dra. Patrícia Albino.