4 de março de 2016

É verdade que a Prefeitura de Macaíba deveria estar servindo alcatra aos alunos das escolas públicas do município?

Sem dúvida alguma, o assunto da semana em Macaíba foi a falta de merenda nas escolas públicas do município. Na verdade, esse problema é antigo: desde o ano passado que diversas pessoas já haviam alertado à Redação do Cidadão sobre a falta ou má qualidade da merenda nas escolas públicas do município. Esse ano, o problema chegou ao limite. Por exemplo: 

Na Escola Municipal José Pinheiro Borges, localizada no Campo da Santa Cruz, o cardápio da semana foi biscoito Creme Cracker com leite puro ou suco na segunda, terça, quinta e sexta. Apenas na quarta-feira, o lanche foi feijão, arroz e carne moída. No entanto, por falta de merenda na semana anterior, a direção da escola estava liberando os alunos mais cedo.

Foi por essa e outras razões que, no último dia 16, a vereadora Kátia Sena protocolou uma denúncia no Ministério Público sobre diversas irregularidades na gestão da educação do município. Era o aviso de que a bomba estava prestes a estourar.


Na manhã do último dia 29, uma professora, com toda razão, publicou em seu perfil do Facebook o seguinte desabafo:

"Bom dia pessoal!
Eu fico indignada com a merenda escolar do nosso município. Cardápio de hoje: 
BISCOITO CREAM CRACKER E LEITE PURO. Sem ao menos um achocolatado em pó para misturar ao leite ou uma farinha láctea! Isso é uma vergonha!"

Apesar da repercussão que teve, apenas o desabafo da professora não seria suficiente para fazer explodir a indignação do povo. Foi aí que os secretários do prefeito resolveram colocar em prática a especialidade deles, isto é, piorar ainda mais a situação para o lado do seu patrão.

No dia seguinte à publicação da professora, o secretário de Assuntos de Governo, Lindoarte Lima, publicou em seu blog, Informativo Atitude, um texto do secretário Comunicação Social, Sérgio Nascimento, intitulado "Mais biscoito com leite, por favor". Foi esse texto que disparou o gatilho para a revolta da opinião pública e do povo macaibense.

Como se não bastasse as crianças terem que comer biscoito Creme Craker com leite puro, muitas delas, provavelmente, em jejum, o cara ainda teve a coragem de dizer que a culpa é dos alunos, pois eles são "intransigentes, consumistas e que não sabem dar valor as coisas". Além disso, ainda insinuou que os alunos eram assim, por culpa da professora que estava os ensinando a menosprezarem à merenda.

Quanta hipocrisia!!!


Na manhã de ontem (03), após este blog publicar o texto "Alimentado o futuro", de autoria de Jéssica Macedo, no qual, dentre outras coisas, ela afirma que nas licitações do município para aquisição de merenda escolar está previsto a compra de carne de sol tipo alcatra, um cidadão residente na capital, chamado Ricardo Amorim, que parece mais um daqueles fantasmas da Assembleia Legislativa, fez o seguinte comentário no Facebook, acusando o Cidadão Macaibense de publicar "informações vazias":


Da mesma forma, na manhã de hoje (04), a funcionária comissionada da Prefeitura de Macaíba, Claudia Juliete, também através de um comentário no Facebook, acusou o Cidadão Macaibense de apresentar "argumentos rasteiros" e "achismos", ou seja, ela também está dizendo que os argumentos utilizados por Jéssica Macedo não merecem credibilidade, pois não foram baseados em provas:


Em vista disso, façamos a seguinte pergunta:

Será mesmo que Jéssica Macedo estava falando a verdade quando disse que, nas licitações para aquisição de merenda escolar da Prefeitura de Macaíba, estava previsto a compra de carne de sol tipo alcatra?

Pois é... para a tristeza do fantasma Ricardo Amorim e da moralista Claudia Juliete, não apenas alcatra está previsto nas licitações da Prefeitura, como também carne moída tipo chã de dentro, filé de peixe tipo merlusa, coxa, sobre coxa e peito de frango, azeite de oliva extravirgem, leite condensado, achocolatado, leite integral Longa Vida, queijo mussarela, sardinha e aveia em lata, arroz, feijão, macarrão parafuso e espaguete, farinha de trigo, diversos tipos de biscoito, etc., tudo do bom e do melhor, só falta chegar na boca das crianças. 

Por fim, a pergunta que não quer calar: Onde foram para esses alimentos?

Abaixo, confira a lista completa dos gêneros alimentícios constantes no Edital-Pregão N°026/2015, que tem por objetivo à aquisição de gêneros alimentício pela Prefeitura de Macaíba:


________________

Leia também: