24 de maio de 2016

O Tchau é para todas nós


A  política brasileira nunca foi destinada para as mulheres por muito tempo a mulher no Brasil foi proibida de votar, apenas em 1932 a mulher poderia votar, as casadas e com permissão dos maridos as viúvas e as com renda própria, fora desse padrão a mulher não poderia votar, só em 1946 tornou-se oficialmente obrigatório o voto feminino no Brasil. Depois disso muitas mulheres tentaram ingressar na jornada politica poucas conseguiram a primeira deputada federal  foi eleita em 1934 em São paulo, um pouco mais tarde a primeira senadora do Brasil Eunice Michele só assumiu o cargo em 1979 pois o Senador eleito no estado do Amazonas teria morrido de um acidente vascular cerebral .

A primeira governadora eleita a assumir o cargo, não foi eleita diretamente Iolanda Fleming era vice do então eleito Nabor Junior que desistiu do cargo para  disputar uma vaga no senado. Só então em 1994 Roseana Sarney foi primeira mulher eleita a assumir um estado Brasileiro o estado do Maranhão. Somente em 2010 Dilma  Rousself foi eleita como a primeira Mulher presidente do Brasil.

Existe um longo espaço de tempo entre uma conquista e outra das mulheres na politica brasileira muitas dessas mulheres assumiram por que algum homem desistiu do cargo não foi por falta de vontade, não foi falta de competência o congresso brasileiro é masculino em sua totalidade e assumidamente Machista. O Brasil é assumidamente conservador, não parece, mas é só olhar as pautas dos representantes do povo e comprovaremos  isso. Estamos em 2016 e temos apenas 9 % de representação feminina na Câmara e apenas 13 % no senado. O Brasil ocupa o 116º lugar no ranking de representação de mulheres na politica e pasmem o Brasil esta atrás de países do Oriente médio nesse quesito. Isso pode dizer muito sobre o Brasil e como as questões femininas são tratadas. A lei do feminicidio sancionada pela então Presidente Dilma foi elogiada pela ONU, ainda hoje sofre duras críticas de alguns conservadores pois para eles transformar misoginia em crime hediondo é PRIVILÉGIO .

Quando eu vi os deputados com a frase "Tchau Querida" me veio a recordação de todos esses fatos, é como se eles dissessem para nós: Aqui não é o lugar de vocês. Numa carta cheia de magoas escrita pelo vice presidente Michel Temer ele reclamava que não passava apenas de um mero objeto decorativo, mostrando que  não sabe como lidar com o protagonismo de uma mulher. Na revista Istoé, Dilma foi vista como uma louca que quebra os móveis, xinga os funcionários e que esta descontrolada, noutro momento adesivos no automóvel simulavam violência sexual. A aparência de Dilma é inúmeras vezes atacada em jornais, em charges no Facebook ou WhatApp de forma onde simule violência ou sexo. Engana-se que se fosse outra Mulher com outra postura, com outra aparência não seria atacada dessa forma. Sim, seria atacada estamos num país que estupra uma mulher a cada 5 minutos, não só estupra como mata, e não mata o corpo apenas, mata sonhos também.

Sonho de uma sociedade mais justa, sonho de uma câmara que discuta pautas com mulheres para as mulheres,o "Tchau Querida" é para todos nós, de todos eles funcionam mais ou menos assim:

-Tchau Querida  eu não te estupro por que você não merece, palavras do Deputado Jair Bolsonaro.

-Tchau Querida por parir você deve receber bem menos que os Homens mais uma perola do Deputado Jair Bolsonaro.

-Tchau Querida não precisamos de Feminismo temos uma partido da Mulher Criado por um Homem . Suêd Haidar

-Tchau querida caso você for estuprada e tomar a pilula do dia seguinte em algum posto médico você é uma criminosa, Eduardo cunha ao criar um projeto de lei que proíbe a pilula do dia seguinte em casos de Estupro.

-Tchau Querida estou cortando laços com você pois você foi jantar com Obama e não me chamou, Vice Presidente Michel Temer 

Entenderam esse Tchau? Ele é muito mais profundo, ele é estrutural ele é machista ele é misógino ele é excludente, quantas mulheres hoje sonham em fazer políticas para as mulheres, para seus filhos e para a sua comunidade, sua cidade e escutam não, não aqui não é o seu lugar. Gostaria que o Brasil fosse modelo para o mundo em democracia, mas o artigo V da Constituição Brasileira não passa apenas de um engodo, todos são iguais perante a lei sem distinção é apenas um sonho, pois todos aqui só são iguais se lutarem, se resistirem a tirania, se morrerem pois infelizmente foi assim que leis a favor da Mulher foram aprovadas.

É preciso lutar como uma Mulher e ser corajosamente audaciosa para ser uma, enquanto o tchau acontece vamos resistindo e apoiando aquelas que a apesar de remar contra a correnteza estão ali para tornar o artigo 5 da constituição brasileira uma realidade.

______________________________

Conheça mais textos de Lígia Silva: ligiacris.blogspot.com.br