29 de junho de 2016

O irrelevante passado de um estuprador


Durante o mês de Maio de dois  mil e dezesseis o assunto que repercutiu na mídia foi o caso da menor Beatriz que foi estuprada por 30 homens. O caso repercutiu após um vídeo ser postado nas redes sociais gerando assim uma série de questionamentos sobre a veracidade dele sobre a veracidade se a Beatriz teria sido mesmo estuprada, no mês polêmico eu decidi não escrever nada a respeito até que chegasse uma conclusão.

O passado de Beatriz foi revirado por inteiro, fotos, videos tudo indicava que Beatriz tinha envolvimento com criminosos, que Beatriz gostava mesmo de uma orgia, que Beatriz namorava traficante, que Beatriz era mãe solteira, que Beatriz adorava Baile funk, que Beatriz foi buscar o telefone que continha o vídeo com o criminoso o circo foi armado o FBI da internet provou por cima de pau e pedra que Beatriz era mesmo uma ''vadia''. Eu fiquei surpresa por quem nem o FBI conseguem ser mais rápido que homens e mulheres brasileiras famintos pela moral, fizeram de tudo para provar que a vitima era culpada e assim eximir toda a culpa dos agressores.

Até hoje procuro saber os 30 nomes dos homens que estupraram Beatriz, por ordem alfabética e idade, não tem todos, tem alguns mas duvido se fossem mulheres nomes e endereços já estavam na mão da policia. A comissão julgadora da moral e dos bons costumes o FBI da internet brasileira se esforçou ao máximo para conseguir provar uma coisa Beatriz era uma vadia e por esse motivo ela merecia ser estuprada. Enquanto isso os estupradores alguns deles passam por anônimos, não sabemos nada sobre seus endereços, seus rostos  apenas sabemos estão aí correndo livremente e que nós podemos ser a próxima vitima de alguns deles.

O caso Beatriz terminou com o segundo vídeo encontrado no celular de um dos agressores presos onde ela pedia para parar a partir desse vídeo foi provado que a Beatriz foi estuprada antes era apenas uma ''especulação''. Silencio absoluto dos defensores de estupradores sim pois quem culpa a vitima já escolhe um lado o agressor. Essa é uma das muitas faces da cultura do Estupro a culpabilização da vitima. Não importa quantos  homens tenham passado entre as pernas da Beatriz, sexo não consentido é estupro. E não pense você mulher que Beatriz é pior que você por que não é, que com você seria diferente, por que não se envolve com bandidos, conte-me mais sobre estupros e agressões que acontecem dentro de casa, igreja, ônibus, avião, faculdades  e nas ruas em plena luz do dia. Viu só não precisa ser uma ''vadia'' para ser estuprada. Ninguém esta preocupado com o seu agressor estão preocupados mesmo em saber se quando você foi estuprada:

-você estava com roupa curta 
-você estava numa rua escura 
-você estava bêbada
-se você é uma vadia baladeira 

Esses são apenas  um dos pre requisitos  para merecer ser estuprada, eu não sei nada sobre o passado dos estupradores da Beatriz, e de nenhum estuprador, mas parece que o  passado de um estuprador é irrelevante para a nossa sociedade, posso deduzir que o passado de estuprador  é cheio  de meia culpa, é aquele garotinho que quando bate na irmã menor os pais não dizem nada, é aquele adolescente que adora pegar nas partes intimas das meninas sem a permissão delas, é aquele homem que bate e abusa de mulheres mas a família se omite, afinal meu filho não faria isso e se fez é porque elas mereceram, Talvez o fato do passado de um estuprador ser tão irrelevante seja por isso o incentivo ao estupro e a falta de respeito á mulher, não é ensinado aos homens que a mulher tem um corpo e esse a pertence.