5 de julho de 2016

Ossada e objetos encontrados em Macaíba podem ser relíquias históricas


Objetos e ossada encontrados na comunidade rural de Lagoa do Sítio I, zona rural de Macaíba podem revelar mais um capítulo da história do povo brasileiro, especialmente da população norterriograndense e macaibense. Na última quinta-feira (29 de junho) homens escavavam um terreno para a construção de uma cisterna quando foram surpreendidos com um grande pote de barro que alojava uma ossada.

O fato despertou a atenção dos moradores da comunidade, que fica distante cerca de 30 km do Centro de Macaíba. Ninguém em Lagoa do Sítio, nem mesmo os moradores mais antigos souberam informar a origem de todo o material encontrado. Professores residentes na comunidade mantiveram o contato com arqueólogos e com o Departamento de Arqueologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) para que seja feito um estudo sobre todo o material.

A arqueóloga Taís Cruz, do Instituto Superior de Engenharia do Porto, visitou o local e solicitou o imediato isolamento da área. A arqueóloga fortaleceu a hipótese dos moradores de que todo o material descoberto pode ser uma relíquia histórica. O Departamento de Arqueologia da UFRN enviou uma equipe de estudantes para Lagoa do Sítio I com o objetivo de realizar uma pesquisa na área.

Em relação ao material localizado, tanto a ossada quanto ao pote serão submetidos a um estudo minucioso que detalhará de fato a sua origem. O pote de barro com gravura peculiar aos povos indígenas levanta indícios de que esse material pode fazer parte dos nossos ancestrais.

Informações/Fotos: Informativo Atitude