20 de novembro de 2017

Audiência Pública: "Igualdade racial no município de Macaíba"

Foto: Assessoria/Emídio Júnior

O Atlas da Violência 2017 revelou que, a cada 100 pessoas assassinadas no Brasil, 71 são negras e que negros possuem chances 23,5% maiores de serem assassinados em relação a brasileiros de outras raças. Para discutir esta problemática, a Câmara Municipal de Macaíba e a Coordenadoria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (COEPPIR) irão promover, nesta terça-feira (21), uma audiência pública com o tema “Igualdade racial no município de Macaíba“. De acordo com o vereador Emídio Júnior, propositor do evento, a sociedade não poder se ater apenas as estatísticas, é necessário buscar uma solução para o problema.

É imprescindível que nós, como membros da sociedade, não nos atentemos apenas às estatísticas e ao sentimento constante de insegurança. Precisamos ir além, a fim de que possamos enxergar as causas desse problema e encontramos uma solução para violência contra a população negra e demais etnias de nossa cidade”, afirmou.

As políticas públicas de Igualdade Racial engloba quatro etnias diferentes, a saber: Indígenas, Ciganos, Povo de Matriz Africana e Quilombolas. Por isso, segundo a coordenadora da COEPPIR, Mary Regina, o principal objetivo dessa audiência será propor a implantação de políticas públicas municipais de combate ao racismo,  intolerância religiosa e de proteção às minorias.

“Vamos pedir que o município aplique o Programa de combate ao Racismo Institucional, que é um programa de capacitação de gestores do governo do Estado para combater ao racismo institucional. Também será proposto a implantação do programa Meu Terreiro é Legal, que visa coibir qualquer tipo de intolerância religiosa. Por fim, iremos pedir apoio do Município no sentido de contribuir com o plano estadual de políticas públicas para ciganos”, finalizou.

Assessoria