8 de novembro de 2017

CPI para investigar a prefeitura é barrada na Câmara Municipal

Foto: Jefferson Lázaro/Macaíba News

A sessão de ontem, terça-feira (7), na Câmara Municipal de Macaíba, contou com um público considerável de várias categorias como professores, sindicatos, associações e funcionários públicos da prefeitura.

A equipe do Cidadão Macaibense acompanhou cada momento e dentre os vários temas abordados na sessão, o que mais causou atrito entre vereadores e população foi a questão da operação ALTA VOLTAGEM que investiga um Contrato de Iluminação Pública celebrado pela Prefeitura de Macaíba e a empresa Enertec Construções e Serviços Ltda no valor atual de R$ 4.100.432,14.

Os vereadores Emídio Junior, Denilson Gadelha, Igor Targino e Zeca Cunha se reuniram para elaborar um requerimento propondo a criação de uma CPI - (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar a prefeitura municipal de Macaíba. Para que uma CPI seja instaurada é preciso que um terço dos membros da casa legislativa possam aderir. 

"Quem não deve não teme, Se não há o que temer então que o prefeito e secretários venham para a câmara se explicar. E eu conclamo aos amigos vereadores para que possam analisar com carinho e atenção essa nossa iniciativa de instaurar a CPI." _ ver. Emídio Junior

Houve um silêncio por parte de alguns vereadores, outros tentaram acalmar os ânimos dos presentes, até que o presidente da câmara tomou a palavra e expressou sua tristeza em relação a atitude dos vereadores de oposição e ao que estava ocorrendo naquela sessão por parte do público presente:

"[...] esse requerimento apresentado pelos senhores vereadores (de oposição) não será aprovado nesta casa. [...] para ter uma CPI nós vamos analisar oque? Onde está o material? O material está nas mãos do ministério publico, fiquem tranquilos que nenhum vereador aqui é omisso e nem temos medo de classes organizadas que não representam nada nem ninguém nessa casa" ver. Gerson Lima - Presidente da Câmara

Ao final da sessão o presidente da câmara se exaltou com uma das pessoas presentes, o mesmo estava com a fala e abordando a questão da CPI, quando a ex-vereadora Rosana Maria interrompeu e foi logo rebatida com um "Cale sua boca" por parte do presidente. Veja esse e outros momentos da sessão no vídeo no final da matéria.

"Estou indignada! Vereadores da situação silenciaram, foram eleitos para representar o povo e se esconderam" relatou Carla Santos a nossa equipe. A população cobrou a adesão de outros vereadores mas não tiveram êxito, eles deixaram a câmara debaixo de vaias e gritos de "Corruptos!".

Assista o vídeo no facebook: Click aqui