12 de julho de 2018

NOTA DE REPÚDIO - A inércia do Prefeito Fernando Cunha e a incompetência do Governador Robinson Faria

Ver. Igor Targino
MEDO, ANGÚSTIA e INSEGURANÇA: São esses os sentimentos que tomam conta do macaibense nos últimos anos e foram ampliados na madrugada de hoje. Bandidos fortemente armados tomaram conta da nossa Macaíba provocando arrombamentos, incêndios de automóveis, deixando grampos nas entradas da cidade e efetuando disparos contra a base da PM.

Registro aqui o repúdio ao Governo do Estado e a Prefeitura de Macaíba, que diante do descaso na segurança pública não tomam medidas convincentes. Hoje nós encontramos uma população com medo e angustiada, que tem a cada dia o seu direito ceifado pelos meliantes e o comércio local prejudicado.

Meu governo deixará um legado na segurança” disse o Governador que transformou o RN em um dos estados mais inseguros do Brasil, chegando a pedir intervenção federal, deixou policiais militares, civis e bombeiros com salários atrasados, sem condições de trabalho, na virada do ano (2017/2018) e conquistando mais de 80% de desaprovação em seu governo.

É extremamente grave e preocupante a situação de insegurança em que se encontra a sociedade macaibense e mais grave será se continuar votando na gestão atual e seus aliados. Algumas perguntas são pertinentes; O que Robinson Faria e Fernando Cunha fez pela segurança de Macaíba? Quais medidas? Que ações? O que a pré-candidata ao cargo de deputada estadual, que deseja representar Macaíba, fez para pela nossa segurança? O que fizeram para resolver ou amenizar o clima de insegurança na cidade?

Quem merece o reconhecimento são os policiais, mesmo com dificuldades em seu efetivo para atuar em Macaíba. Nosso mandato estará sempre, dentro das nossas possibilidades, lutando e reivindicando do Governo Estadual e da Gestão Municipal o investimento e amparo aos Policiais Militares para que tenham condições de combater a criminalidade.

_____________________

Câmeras de videomonitoramento e Diária Operacional

Em 2017 visitei a Secretaria de Segurança, juntamente com vereadores de oposição, para cobrar policiamento. Consultamos o TCE e vimos que é possível pagar as diárias operacionais para aumentar o efetivo na cidade, mesmo com vários requerimentos, o prefeito ignorou e procurou empecilhos para não pagar as diárias.

Após visitar a central de Macaíba, apresentamos requerimentos para que as câmeras de videomonitoramento fossem interligadas ao Ciosp, assim como em São Gonçalo do Amarante e solicitei que fossem apresentados os resultados do funcionamento das câmeras para a Câmara Municipal.