7 de novembro de 2018

Sai primeira decisão no Brasil para uso de cannabis contra depressão

Óleo de cannabis medicinal (Foto: iStock) via growroom.net

Do OP9 - Everton Dantas

Uma moradora do Rio Grande do Norte conseguiu pela primeira vez no Brasil uma decisão federal favorável ao cultivo e porte de cannabis para tratamento contra depressão.

A sentença foi dada pela Justiça Federal e garante salvo-conduto para a paciente e sua filha, o que impede que elas sejam presas e autuadas pelo crime de tráfico.

A sentença foi dada pelo juiz federal Mário Azevedo Jambo, o mesmo que ficou conhecido por sentenciar jovens condenados a lerem na prisão como forma de obter redução de suas penas.

O pedido foi feito em 23 de outubro deste ano e requeria tramitação prioritária. No documento é argumentado que a mulher de 59 anos começou a ter depressão a partir de 2014. E que esse quadro foi piorando até que em 2015 ela já não conseguia mais trabalhar e passou a sofrer também de um grave distúrbio de sono.

Em 2017, um médico lhe informou que ela poderia ter alguma melhora por meio de tratamento com cannabis. Mesmo tendo um pouco de preconceito, ela resolveu testar.

E descobriu que a cannabis não lhe trazia as reações dos antidepressivos, sua apetite melhorou e a insônia foi reduzida. Ainda em 2017, tanto ela quanto sua família observaram uma melhora significativa no seu quadro de saúde.

Ela então passou estudar melhor a questão e viu que era possível cultivar a planta e extrair dela o óleo vegetal usado no seu tratamento, de forma barata e com resultados satisfatórios e eficazes.

Matéria na íntegra: www.op9.com.br