18 de abril de 2019

Desaparecido em Brumadinho entra em contato com a família

Evandro Schwirkowsky, 23 anos (reprodução/facebook)

Pragmatismo Político: “Eu peço perdão a todos, peço perdão ao Meu Deus, peço perdão ao meu companheiro, que foi a pessoa que mais sofreu. Fiz tudo isso porque meu pai não aceitava o fato de eu ser gay e ser casado com um homem”

A frase acima foi dita pelo catarinense Evandro Schwirkowsky, de 23 anos. O jovem chegou a integrar a lista de desaparecidos no crime da Vale em Brumadinho (MG), mas conta que estava em Salvador (BA).

Evandro Schwirkowsky esteve na cidade de Brumadinho no dia do rompimento da barragem para procurar emprego, mas saiu do município uma hora antes da tragédia.

O pai de Evandro não aceitava o fato de ele ser homossexual e o jovem enxergou uma brecha para ir morar com o companheiro, Edemilson de Jesus Silva, sem ser pressionado e julgado pela família.

O namorado de Evandro acionou as equipes de resgate, informando que o namorado teria ido a Brumadinho em busca de emprego. Evandro voltou para Salvador mas ficou um tempo vagando pelas ruas da cidade, pois não queria ser encontrado pela família e também não queria prejudicar o companheiro.

O Instituto Geral de Perícias (IGP) realizou, em fevereiro, coleta de material genético do pai de Evandro para comparação genética das vítimas. Além do material genético, o IGP recolheu pertences do jovem, como escova de dentes, boné e roupas.

Matéria na íntegra: CLICK AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tenha consciência do que você vai comentar.