16 de abril de 2019

Programa "Três Toques" entrevista Dito Cajazeiras, presidente do CRB


Em sua participação no programa Três Toques desta segunda-feira (15), o desportista e presidente do CRB, Dito Cajazeiras, falou sobre a atual situação do campeonato municipal de futebol da zona rural de Macaíba do ano de 2018, que ainda não terminou em virtude de uma ação impetrada na justiça comum pelo do União de Cajazeiras. Enquanto o União reivindica sua participação na grande final pela veia jurídica, seu maior rival, o CRB, presidido por Dito tem vaga garantida após eliminar no campo de jogo o Bangu de Capoeiras.

Como até agora a justiça não decidiu o mérito da questão, o CRB aguarda um adversário para a grande final. Indagado pela equipe do Três Toques sobre a posição do CRB diante de toda situação envolvendo a final do certame, Dito foi taxativo: “até o momento o CRB é o único finalista de fato e direito. Então, poderíamos encerrar o campeonato hoje declarando o CRB campeão. Mas, como não há essa possibilidade, o CRB respeitar os trâmites judiciais e espera um adversário na grande final”.

Questionado se o CRB teria a mesma posição do rival em buscar, por meio do tapetão, uma vaga na final, caso suspeitasse que o adversário tivesse usado um atleta irregular, Dito foi categórico. “Não. Já estivemos em situação e que fomos eliminados com a suspeita de que o adversário – o Cruzeiro de Lagoa Nova – jogou totalmente irregular. Entretanto, pelos atletas que eu tinha na minha equipe e por toda estrutura que montei, foi vergonhoso perder em campo. Ir ao tapetão seria mais vergonhoso ainda, na minha visão”.

No programa, o presidente falou de vários outros assuntos relacionados ao futebol macaibense. Para assistir a entrevista completa no Três Toques CLICK AQUI. Em menos de um ano de atividade, o Três Toques transformou-se no grande canal de informações de Macaíba a respeito do futebol local. O programa, além de abordar o futebol potiguar profissional, abri espaço para o futebol raiz, a verdadeira essência do maior esporte brasileiro.

Do Senadinho Macaíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tenha consciência do que você vai comentar.