2 de julho de 2019

Justiça nega ação de Maria do Rosário contra Bolsonaro

EBC / Divulgação

Conexão Política: Nesta última segunda-feira (1º), a juíza Tatiana Dias da Silva Medina, do Distrito Federal, negou um pedido da deputada Maria do Rosário (PT-RS) para que o presidente Jair Bolsonaro fizesse uma nova retratação em seu favor.

Em 13 de junho, cumprindo uma decisão judicial, Bolsonaro publicou uma nota em seu perfil no Twitter pedindo desculpas por ter dito na tribuna da Câmara, em 2014, que não estupraria a parlamentar porque ela não merecia.

Maria do Rosário avaliou que Bolsonaro não cumpriu a decisão na íntegra e, por isso, pedia nova retratação, o que foi negado pela Justiça.

“Entendo que a publicação do executado (Bolsonaro) atendeu ao comando judicial prolatado nos autos de conhecimento, eis que consta do documento o título ‘Nota de Retratação’, nome das partes e texto claro no qual um leitor médio consiga extrair o objetivo de se desculpar publicamente”, escreveu a juíza.

A magistrada disse ainda não vislumbrar “qualquer desrespeito ou ofensa à personalidade da exequente (Maria do Rosário), muito menos desobediência” à decisão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tenha consciência do que você vai comentar.