28 de agosto de 2019

Casa do Empresário reúne empreendedores de Macaíba em torno de linhas de crédito do Banco do Nordeste e debate sobre plano diretor da cidade


Um grupo de quase cem empreendedores do comércio e serviços de Macaíba se reuniu, na noite da terça-feira, 27, na Casa do Empresário (que reúne Sindcomércio e CDL) da cidade, sob a liderança do presidente do Sindicato do Comércio Varejista local, Luiz Lacerda, da Associação das Empresas  do Polo Industrial de Macaíba (Aspim) para ouvir detalhes sobre dois assuntos bastante relevantes: linhas de crédito para o segmento e o plano diretor da cidade.

O primeiro momento foi com a equipe técnica do Banco do Nordeste, que expos uma linha de créditro que é fruto de um convênio firmado recentemente entre a Confederação Nacional do Comércio (CNC) e o Banco.

A celebração do convênio foi costurada em uma reunião realizada em maio, na sede do Banco, e que contou com a presença do presidente da Fecomércio RN, Marcelo Queiroz, e de presidentes de outras quatro federações de comércio do Nordeste (PE, AL, CE) e de Minas Gerais.

Na época, Queiroz, destacou que a assinatura do convênio é um marco histórico. “Trata-se da aproximação efetiva do nosso segmento com o maior banco de desenvolvimento da região. Com isso, a nossa expectativa é que as empresas possam ter acesso ao crédito em condições melhores e de maneira mais ágil, potencializando, desta forma, a contribuição que o nosso segmento já dá ao desenvolvimento econômico do Nordeste”, afirmou ele.

“Foi exatamente para detalhar esta linha aqui no RN, suas vantagens e diferenciais, que reunimos os empreendedores. De uma maneira geral, a linha foi muito bem recebida e acredito que teremos uma aceitação efetiva interessante”, afirmou Luiz Lacerda.

Plano Diretor

O segundo momento do evento contou com a participação do Secretário Municipal de Projetos Especiais de Macaíba, Joacy Carlos Pereira. Ele detalhou os pontos que estão sendo analisados para construção do novo Plano Diretor de Macaíba, um conjunto de regras e leis que rege as construções a ocupação do solo no município. “Este é um momento importante pois pudemos discutir o assunto com a classe produtora da cidade que é, em última análise, a que gera a maior demanda por projetos com impacto no desenvolvimento econômico do nosso município. Tê-los cientes e opinando sobre o novo plano faz parte da nossa filosofia de buscar o equilíbrio entre todos os setores da sociedade envolvidos no tema”, disse o secretário.

Participaram ainda do evento o presidente da CDL Macaíba, Venício Gama, e o vice-presidente da Aspim, Sandro Peixoto.

Assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tenha consciência do que você vai comentar.