10 de janeiro de 2020

A Maria por trás da Obra: a história da cofundadora de uma das maiores comunidades católicas do Brasil

Encontro de Salomé, Gilberto e o Papa Francisco no Vaticano em 2014.
Foto: Obra de Maria/Divulgação

A Comunidade leva em seu nome Maria, em referência à mãe de Jesus, que era conhecida não só por sua bondade e integridade, mas por sua força e devoção à Deus. Mulher que teve a coragem de enfrentar a sociedade para carregar e dar a luz à Jesus, fazendo dela um grande exemplo de fé até hoje. Na Comunidade Católica Obra de Maria, há uma Maria que também é considerada uma mãe e é uma das principais responsáveis pelo destaque da comunidade na disseminação da Palavra de Deus. 

Conhecida como a “mãe do carisma”, Maria Salomé Ventura da Silva tem uma história inspiradora, que reflete e se conecta com a atual conjuntura da Comunidade Católica, que carrega a responsabilidade de ser uma das mais influentes do país. “Nasci em um lar católico. Sempre tive muito amor por Maria. Porém, o meu encontro pessoal com Jesus, que me fez me apaixonar por Ele se deu através da Renovação Carismática Católica (RCC)”, revelou Salomé, vice-presidente e cofundadora da comunidade católica Obra de Maria, onde reside junto com a filha Rebeca, a mãe Maria Rosa e a irmã Conceição.

Maria Salomé é conhecida como a mãe do carisma.
Foto: Canção Nova/Divulgação

A missionária participa da Renovação Carismática desde 1987, tendo contribuído ativamente com os primeiros passos da Comunidade Obra de Maria, que surgiu três anos depois. Maria Salomé nasceu na cidade de Monteiro, na Paraíba, é formada em Turismo pela Universidade Católica de Brasília, com pós-graduação em Psicanálise, além de ser membro da Academia Internacional de Literatura e Arte (AILA) e atuar como Psicanalista Clínica. Nos assuntos voltados para a religião, Maria Salomé é escritora e Pregadora de Retiros e Congressos, onde atua ajudando e apoiando os missionários a ressignificarem suas condutas e evoluir na fé através de conselhos.

FUNDAÇÃO

A Comunidade começou como grupo de orações e aos poucos foi evoluindo. Gilberto Barbosa foi o responsável por idealizar o futuro da Obra que funcionaria através de missionários, levando ensinamentos e evangelizando pelo mundo. O encontro de Maria Salomé com Gilberto Barbosa ocorreu em meados de 1989, e a parceria para a fundação da Comunidade Católica aconteceu um ano depois, começando com um grupo de sete pessoas e aos poucos evoluindo, até chegar aos números de agora, pouco mais de três mil membros.

“Já o via, muito participativo e dinâmico, em grupos de oração, encontros, retiros, mas fui apresentada ao mesmo em um retiro de carnaval. Já se vão 30 anos servindo ao Senhor com alegria”, explicou Maria Salomé sobre seu primeiro contato com Gilberto, o fundador da comunidade, exaltando a admiração inicial pelos esforços e envolvimento com a religião.

A Obra de Maria surgiu como uma união dos seguidores de Jesus e Maria, na tentativa de que seus princípios fossem disseminados como lições religiosas dadas através da oratória em grupos onde não houvesse a oportunidade do aprendizado carismático - pequenas cidades, creches, orfanatos, internatos, cursos e locais de assistência a dependentes químicos e refugiados. Hoje, a Comunidade atrai missionários e devotos de Maria do mundo todo, que se sensibilizam com o carisma, ajudando a fraternidade como podem.

Quando questionada sobre a atração que sentiu sobre a Obra, Maria Salomé explica que o seu amor pela Santa Maria, a intimidade e o desejo de servir a fizeram se entregar por completo para a causa. “Quando Gilberto partilhou comigo o desejo de fundar uma comunidade, logo brotou em mim a vontade de fazer parte daquele projeto de Deus, revelado a ele, o qual foi acolhido também por minha família e por outros participantes do Grupo de Oração Obra de Maria”, conta.

Hoje, a Obra de Maria é uma das comunidades católicas com maior prestígio e tem como base as grandes atribuições de Maria, mãe de Jesus. Esta, considerada como a maior referência feminina no catolicismo, mãe de todos, exemplo de fé, amor e devoção. Por sua grandiosidade, Maria também pode ser chamada por diversos títulos, como: Virgem Maria ou Santa Maria. Ao todo são mais de mil títulos, distribuídos por cidades distintas do mundo.

Esse sucesso por trás da comunidade já havia sido previsto pelo Frei Fugêncio,  frade capuchinho de Maceió (AL), no começo da comunidade, quando foi dito que a Obra de Maria seria conhecida pelo mundo. Quase 30 anos depois, a previsão se cumpriu. Graças ao trabalho dos missionários e união dos fundadores, a Obra de Maria é reconhecida em diversos países, inclusive pelo Vaticano, onde vive o principal representante da Igreja Católica, o Papa.

Em comemoração a esses 30 anos servindo ao Senhor com alegria, a comunidade organizou um evento previsto para acontecer os dias 17,18 e 19 de janeiro de 2020. Muitos artistas religiosos estarão presentes para homenagear a comunidade junto com os fiéis, entre eles Padre Marcelo Rossi, Padre Fábio de Melo, Luan Santana, Elba Ramalho, Bruno e Marrone, Frei Gilson, outras várias atrações e a ilustre presença do Cardeal Farrell, representante do Papa. Além dos shows, a programação está repleta de atividades culturais e missas.

CONVIVÊNCIA

Os missionários costumam deixar suas famílias, às vezes muito cedo, para morar e viver para Cristo, espalhando os ensinamentos que têm na Comunidade. Boa parte deles vêm por intermédio de Maria Salomé, que é vista como uma mãe para a fraternidade, por ter sido uma das primeiras mulheres a se juntar ao grupo e por ter uma vasta experiência com a religião. “A minha relação com os missionários da Comunidade Obra de Maria é de uma mãe para com o filho (a), onde existem os cuidados necessários, a correção fraterna, o amor e, principalmente, a misericórdia”, revela.

Na comunidade, Nadielle Araújo, uma das missionárias da Comunidade Obra de Maria, ressaltou que a cofundadora costuma ser muito disponível. “Ela é bastante presente no meio de nós, sempre procura estar conosco nas refeições e em outros momentos, seja espiritualmente ou na convivência, e é sempre aberta para conversar”, relata.

Nadielle ainda ressaltou sua admiração por Maria Salomé. “Ela nos inspira a seguir em frente, como ela deu o ‘sim’ dela. Mesmo estando longe de casa, quando olhamos para ela sentimos o aconchego de mãe. Eu vejo ela como minha mãe, quando eu estou com saudade da minha mãe eu consigo enxergá-la nela”.

Esse “sim” de Salomé se assemelha ao “sim” que Maria disse para Deus quando aceitou carregar em seu ventre um filho e trazer ao mundo o salvador Jesus. Ambas foram corajosas de impor seus ideais e ter a fé inabalável para pôr em prática na sociedade os ensinamentos de empatia e solidariedade. 

Em meio às adversidades, tantos anos de trabalho fizeram com que o propósito inicial se firmasse, sendo cumprido com disciplina e organização todos os dias e com pessoas empenhadas na Obra. Quando questionada sobre a recompensa que a Obra de Maria traz, Maria Salomé respondeu que vem através da alegria de ver vidas transformadas e de poder anunciar Jesus até os confins do mundo.

A COMUNIDADE 

A Comunidade Católica Obra de Maria tem sede na cidade de São Lourenço da Mata, em Pernambuco. Antes, a comunidade resumia-se em sete adolescentes que reformaram uma casa no bairro da Várzea, no Recife, onde foi a primeira sede, e tinham como supervisão Gilberto Barbosa e Maria Salomé, respectivamente fundador e cofundadora. Hoje, a Obra de Maria está presente em 34 países, com missionários por todo o Brasil e no exterior, principalmente na África, onde possuem um projeto que distribui os suprimentos básicos para a população, além dos ensinamentos da Palavra de Deus.


O EVENTO

Os 30 anos da Obra de Maria será celebrado com uma grande festa nos dias 17,18 e 19 de janeiro de 2020, na Arena de Pernambuco, a partir das 13h. Na celebração, haverá artistas como Luan Santana, Bruno e Marrone, Elba Ramalho, além dos cantores católicos Frei Gilson, Padre Fábio de Melo, Padre Marcelo Rossi, Padre João Carlos, Padre Damião Silva, Padre Nilson Nunes, Dunga, Colo de Deus, Thiago Brado, Ricardo Sá, Adriana Arydes, Eros Biondini, Irmã Ana Paula, Tony Alisson e a Orquestra Criança Cidadã.

Cerca de 370 bispos e sacerdotes nacionais e do exterior, incluindo o Cardeal Farell, representante oficial do Papa Francisco, têm a presença confirmada no aniversário, que pretende reunir 85 mil espectadores. Além dos shows, muitas atividades como dança e teatro vão animar a comemoração, que contará também com missas e testemunhos que ficarão marcados na memória dos fiéis. Vale lembrar que os ingressos estão custando a partir de R$5 e vão ter a renda revertida para os projetos na África.

SERVIÇO

30 anos da Comunidade Obra de Maria
Data: 17, 18 e 19 de janeiro de 2020
Horário: Início às 13h
Local: Arena de Pernambuco

Ingressos:

Loja do Condomínio

Rua Real da Torre, 682, Madalena, Recife-PE 

Telefone: (81) 81 - 3445-5566


Livraria Paulinas

R. Frei Caneca, 59, loja 01, São José, Recife-PE

Telefone: (81) 3224-5812


Igreja do Espírito Santo

Praça Dezessete, S/N - Santo Antônio, Recife-PE

Telefone: (81) 9732-8490 - Bruno


Condomínio Obra de Maria

Br 408, km 100, Penedo, São Lourenço da Mata-PE

Telefone: (81) 3048-5050 - Priscila


Obra de Maria Missão Várzea (Rosa Mística)

Rua João Francisco Lisboa, 07, Várzea, Recife, PE

Telefone: (81) 8736-4036 - Alisson


Ingressos online

Bilheteria Digital

https://www.bilheteriadigital.com/comunidade-obra-de-maria-2020-17-de-janeiro


Valores dos ingressos:

R$ 5,00 - Anel superior

R$ 20,00 - Anel Inferior

R$ 30,00 – Deck Leste

R$ 40,00 – Área Premium (VIP)

R$ 50,00 - Gramado

R$ 100,00 – Camarote (por pessoa)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tenha consciência do que você vai comentar.